"10" Post(s) encontrado(s) na categoria: Resenhas

04 de fevereiro de 2020

0 Comentários

[Resenha] Quarto de despejo

Por Carolina Maria de Jesus

Hoje apresento Quarto de despejo: diário de uma favelada, de Carolina Maria de Jesus, o primeiro livro do meu plano literário para 2020. Antigamente eu cantava. Agora deixei de cantar, porque a alegria afastou-se para dar lugar a tristeza que envelhece o coração. […] (p. 150). Carolina Maria de Jesus nasceu em Sacramento, Minas Gerais, em 1914, e se mudou para São Paulo em 1947, onde foi empregada doméstica e, mais tarde, passou a catar papel e outros materiais reutilizáveis.

Continue lendo
21 de janeiro de 2020

0 Comentários

[Resenha] A pergunta mais importante

Hoje trago A pergunta mais importante, um livro para crianças que conheci no final de 2019, embora tenha sido publicado anos antes. Todo aniversário Rosa pedia uma bicicleta de presente, e todo aniversário ganhava outra coisa (p. 4). Escrito por Paula Piano Simões e ilustrado por Flávia Bomfim, A pergunta mais importante é uma bela história sobre aprendizagem e persistência, uma história baseada em fatos reais.

Continue lendo
15 de janeiro de 2020

6 Comentários

[Resenha] Tudo o que você precisou desaprender…

Por Meteoro Brasil

Sempre há espaço para um novo bicho-papão nos armários das mentes seduzidas pelo fascismo (p. 20). Quem vive no Brasil de hoje (esse Brasil que começou a se desenhar em 2015 ou talvez em 2013) ou acompanha as notícias daqui já deve ter ouvido alguma teoria da conspiração sobre o formato da Terra, sobre as universidades públicas brasileiras, sobre ideologia de gênero, sobre mudanças climáticas etc. etc. etc.

Continue lendo
28 de dezembro de 2019

0 Comentários

[Resenha] A caixa de sonhos

Por Luci Guimarães Watanabe

Acertar os seis números da Mega-Sena da Virada, conhecer outro país ou fazer um curso? Chegou aquela época do ano em que costumamos revisitar nossos sonhos. A caixa de sonhos então é uma leitura certeira para este momento. […] Sonho não é coisa pra gente sufocar; pelo contrário, é pra completar a vida da gente. […] (p. 41). Com texto de Luci Guimarães Watanabe e ilustrações de Regina Rennó, o livro foi publicado em 1989 e se destina a jovens leitores.

Continue lendo
17 de dezembro de 2019

0 Comentários

[Resenha] Se os tubarões fossem homens

Por Bertolt Brecht

Hoje trago o livro Se os tubarões fossem homens, de Bertolt Brecht — um texto adaptado para crianças e jovens, mas recomendado a leitores de qualquer idade. Se os tubarões fossem homens, certamente também fariam guerras entre si para conquistar gaiolas e peixinhos estrangeiros e obrigariam os seus próprios peixinhos a combater nessa guerras (p. 26). Bertolt Brecht (1898-1956) foi um pensador, dramaturgo, poeta e contista alemão que usava sua obra para expressar seu descontentamento com a realidade social, como vemos no texto de que falo aqui.

Continue lendo
07 de dezembro de 2019

0 Comentários

[Resenha] O caderno da avó Clara

Susana Ventura

Hoje trago O caderno da avó Clara, um livro destinado a jovens que faz pensar e diverte ao mesmo tempo. [O caderno] está todo escrito à mão. Folheio um pouco até perceber que é um caderno de histórias. Estou mesmo cansada, vou parar e dar uma olhada (p. 20).

Continue lendo
23 de novembro de 2019

2 Comentários

[Resenha] A bolsa amarela

Por Lygia Bojunga

A bolsa amarela é um livro para crianças e jovens publicado pela primeira vez em 1976. Mesmo assim, apesar de seus 43 anos, podemos dizer que suas reflexões continuam válidas e atuais. Faz tempo que eu tenho vontade de ser grande e de ser homem. Mas foi só no mês passado que a vontade de escrever deu pra crescer também (p. 10).

Continue lendo
09 de novembro de 2019

0 Comentários

[Resenha] A redoma de vidro

Por Sylvia Plath

Hoje trago A redoma de vidro, o único romance da poeta americana Sylvia Plath, uma obra que permanece atual apesar de seus 56 anos de existência. Eu teria que enganar meu corpo com o resto da consciência que ainda tinha, ou ficaria presa naquela cela estúpida por mais cinquenta anos, sem consciência alguma. E quando as pessoas percebessem que eu havia perdido a cabeça — o que acabaria acontecendo, apesar da discrição da minha mãe — elas a convenceriam a me colocar em uma clínica psiquiátrica, onde eu seria curada. Acontece que meu caso não tinha cura (p. 178-179).

Continue lendo
29 de outubro de 2019

2 Comentários

[Resenha] Carta a minha filha

Por Maya Angelou

Capa do livro Carta a minha filha.

Carta a minha filha é um livro que Maya Angelou dedicou a todas as mulheres do mundo, as quais adotou como filhas e herdeiras de sua luta. Você não pode controlar todos os fatos que acontecem em sua vida, mas pode decidir não ser diminuída por eles. Tente ser um arco-íris na nuvem de alguém. Não se queixe. Faça todo o esforço possível para modificar aquilo de que não gosta. Se não puder mudar algo, mude a maneira como pensa. Talvez você encontre uma nova solução (p. 16).

Continue lendo
19 de outubro de 2019

0 Comentários

[Resenha] O peso do pássaro morto

Por Aline Bei

Capa do livro O peso do pássaro morto

O peso do pássaro morto, primeiro romance de Aline Bei, é um livro tocante. É mais uma estreia impressionante a ser acrescentada a outras de que já falei aqui. […] no tempo da minha/ memória/ somos pra sempre. não existe morrer dentro, é como uma canção./ as canções não morrem nunca porque elas moram dentro das pessoas que/ gostam delas. […]

Continue lendo

1 2 3
© 2020 Histórias em MimDesenvolvido com por