14 de março de 2022

0 Comentários

[Resenha] Carolina

Por Orlando Nilha

  • Título Original: Carolina: Carolina Maria de Jesus
  • Gênero do Livro: Informativo
  • Editora: Mostarda
  • Ano de Publicação: 2019
  • Número de Páginas: 32
Sinopse: Esta obra conta a trajetória de Carolina Maria de Jesus, Empregada doméstica, catadora de papel e moradora de favela que, ao lançar o livro “Quarto de despejo: diário de uma favelada”, tornou-se uma das escritoras mais importantes da literatura brasileira. A coleção BLACK POWER apresenta biografias de personalidades negras que marcaram época e se tornaram inspiração e exemplo para as novas gerações. Os textos simples e as belas ilustrações levarão os pequenos leitores a uma viagem repleta de fatos históricos e personagens que se transformaram em símbolo de resistência e superação. Esse livro é voltado para crianças e adolescentes. A ideia é que elas percebam que podem ter representatividade negra desde a infância.
Comprar na Amazon

Carolina Maria de Jesus é hoje considerada uma das grandes escritoras brasileiras. No livro Carolina: Carolina Maria de Jesus, escrito por Orlando Nilha para a coleção Black Power, da Editora Mostarda (2019), as crianças e os jovens têm a oportunidade de conhecer um pouco da vida e da força dessa mulher negra, mãe solo, moradora da favela, que sonhava com uma vida mais digna para si mesma e para seus filhos.

Carolina Maria de Jesus nasceu em Sacramento, Minas Gerais, no dia 14 de março de 1914. De família pobre e descendente de escravos, Carolina estudou pouco, mas seus anos de escolaridade foram suficientes para lhe apresentar suas duas paixões: ler e escrever.

Em 1937, mudou-se para São Paulo, onde teve diversas ocupações. Como empregada doméstica na casa de um médico, teve acesso a diversos livros. Em 1948, engravidou pela primeira vez e foi morar na favela do Canindé. Passou então a viver de catar papéis, dentre os quais separava aqueles que poderiam se tornar material de leitura e escrita. Foi na favela que Carolina escreveu os diários que, mais tarde, se tornariam o livro Quarto de despejo: diário de uma favelada e a transformariam em um fenômeno da literatura.

Em o Quarto de despejo, vemos os relatos de Carolina sobre a vida na favela, a pobreza, a fome, a sua luta diária para dar um futuro melhor aos três filhos. Também acompanhamos sua vontade de escrever, seu sonho de publicar um livro, de ser ouvida, de sair daquela situação de opressão.

Quarto de despejo foi um sucesso à época, um best-seller traduzido para treze línguas e distribuído em 46 países. Apenas na primeira edição, em 1960, foram vendidos 30 mil exemplares. Com ele, Carolina atraiu a atenção da grande mídia e de escritores famosos, como Clarice Lispector.

A obra também permitiu a Carolina se mudar para uma casa em outra localidade e transitar por um mundo diferente. Foi nessa nova residência que a escritora escreveu Casa de alvenaria: diário de uma ex-favelada, sobre sua trajetória logo após a publicação de Quarto de despejo. O livro, porém, não teve a mesma recepção do primeiro.

Mesmo assim, Carolina realizou seus sonhos. Embora tenha morrido pobre e já esquecida pela mídia, a autora tirou os filhos da favela e foi ouvida até mesmo pelos poderosos. Suas palavras ganharam o mundo e sua obra tornou-se imortal.

Carolina: Carolina Maria de Jesus é um livro informativo e ilustrado destinado a crianças e jovens. Portanto, traz um resumo da biografia de Carolina, usando uma linguagem simples. É uma ótima maneira de começar a se familiarizar com a autora e sua obra, de entender o poder transformador da leitura. A história de Carolina também pode gerar identificação e servir de inspiração para jovens leitores e leitoras.

Se você quiser aprofundar o conhecimento sobre a escritora, recomendo a leitura de Quarto de despejo e Casa de alvenaria (e você pode ler as resenhas dos dois livros aqui e aqui, respectivamente).

***

Compre o livro pelo link a seguir:

confira esses posts relacionados

Deixe seu comentário

© 2022 Histórias em MimDesenvolvido com por