13 de julho de 2021

0 Comentários

[Resenha] Muito além do inverno

Por Isabel Allende

  • Título Original: Más allá del invierno
  • Gênero do Livro: Romance
  • Editora: Bertrand Brasil
  • Ano de Publicação: 2019
  • Número de Páginas: 294
Sinopse: Autora do aclamado best-seller A casa dos espíritos, Isabel Allende nos traz uma de suas histórias mais pessoais em Muito além do inverno que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de suas vidas. Em meio a uma nevasca no Brooklyn, Richard Bowmaster, um professor universitário de 60 anos, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard leciona. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura [...] (Fonte: Amazon).
Comprar na Amazon

Demorei algumas páginas até engatar na leitura de Muito além do inverno, eu confesso, mas Isabel Allende não decepcionou. Em algum ponto, não me lembro exatamente qual, fui conquistada por essa obra, que, embora também aborde o tema da ditadura militar, um dos assuntos de A casa dos espíritos, é tão diferente daquele romance de estreia da autora.

O espelho, como as fotografias, era um inimigo inclemente, porque a mostrava imóvel, com seus defeitos expostos sem atenuantes. [Lucía] acreditava que seu atrativo, se houvesse, estava no movimento (p. 15).

Nesse livro, acompanhamos inicialmente Lucía Maraz, um chilena de 62 anos, e o americano Richard Bowmaster, de 60 anos. Lucía está passando um tempo em Nova Iorque como palestrante na universidade e se hospeda em um quarto no porão do apartamento de Richard, no Brooklyn. Sua relação é um tanto fria e distante (mais por culpa de Richard). Isso até que, em meio a uma nevasca inesperada, Richard se envolve em um acidente de trânsito, trazendo para a sua vida (e para a de Lucía, por tabela) uma jovem imigrante ilegal da Guatemala chamada Evelyn Ortega.

Richard, Lucía e Evelyn são pessoas diferentes entre si. Lucía é expansiva e atrevida (como Richard comenta em certo momento). Richard é fechado e comedido. Evelyn quase não consegue falar. Eles têm em comum a memória de experiências dolorosas. Mesmo Evelyn, ainda tão jovem, carrega um passado cheio de sofrimento.

Mas, a partir daquela sexta-feira espantosa, [Evelyn] perdeu o apetite e a capacidade de alinhavar as sílabas: gaguejava tanto que nem sua avó carinhosa tinha paciência para tentar entendê-la (p. 50).

Os três são obrigados a se unirem para resolver um problema. A partir daí vão construindo laços, e nós conhecemos as histórias de cada um deles, vividas em lugares distintos do mundo, especialmente em países da América Latina (o Brasil é o cenário de parte da trajetória de Richard). E o surpreendente é que com essas histórias se misturam diferentes assuntos, sem tornar o enredo confuso: a violência do narcotráfico, a imigração, o tráfico de seres humanos, os horrores das ditaduras militares no continente americano, a ascensão de um governo racista e xenófobo nos Estados Unidos anos atrás etc. Há também espaço para o amor romântico, um amor entre duas pessoas maduras, que já passaram por um bocado de desilusões e poderiam desistir de amar.

Muito além do inverno apresenta aos leitores talvez os piores tormentos que os seres humanos podem enfrentar (se não forem os piores, estão no topo do ranking). Ao mesmo tempo, traz esperança, celebra a vitória da vida, da empatia e do amor.


Ficou curioso(a)? Use o link a seguir para adquirir o livro:


confira esses posts relacionados

Deixe seu comentário

© 2021 Histórias em MimDesenvolvido com por