"4" Post(s) arquivados na Tag: escrita

16 de maio de 2020

2 Comentários

O processo VI

Publicar o livro (parte 1)

Não estamos conseguindo agora, e talvez nunca seja possível ganhar a vida escrevendo, que é a profissão desejada por nós. O que faremos para ganhar dinheiro sem sacrificar nossa energia e tempo, prejudicando nossa vocação? (Plath, 2017, p . 505).

O trecho acima retirei de Os diários de Sylvia Plath. Nele a autora relata sua angústia por não poder viver de seu sonho de escrever.

Imagino que todo escritor e toda escritora tenha um sonho igual ao de Sylvia Plath. Quem de nós nunca se colocou como personagem daquela cena em que um escritor se encerra em seu escritório, recheado de livros, senta-se à mesa e passa o dia apenas criando, criando e criando?

Continue lendo
28 de abril de 2020

5 Comentários

Contrassenso

Por Eriane Dantas

É um contrassenso falar de livros e de escrita em meio a uma pandemia. Disse isso a mim mesma inúmeras vezes quando a situação ficou mais séria, quando o que parecia distante se aproximou da gente.

Sentei-me para escrever ou pensei em escrever e me deparei com alguma notícia me levando de volta à realidade dos infectados, dos mortos, dos parentes dos mortos, dos desempregados, dos esfomeados. Como me atrever a falar em literatura enquanto o mais importante escapa das mãos de muita gente ou sequer passou por suas mãos?

Tomando emprestadas as palavras de uma amiga muito querida, é muito cômodo estar em casa com internet, TV, Netflix, alimentos e banheiro limpo. E eu acrescento: é muito confortável para mim ocupar meu tempo livre com leitura e escrita, já que não preciso me arriscar lá fora agora para conquistar o pão nem esperar pela caridade de alguém.

Continue lendo
07 de abril de 2020

2 Comentários

A escrita em tempos de quarentena

Por Eriane Dantas

Em uma matéria da Folha de São Paulo do dia 3 de abril de 2020, especialistas em literatura afirmam que dificilmente este período de isolamento social renderá obras literárias clássicas, ao contrário do que houve em outras épocas. Isso porque vivemos um momento em que borbulham estímulos.

Recebemos a todo instante notificações de notícias ou de produtos que podem nos interessar. Acessamos o Facebook, o Instagram e o Twitter. Trocamos mensagens, fotos e vídeos pelo WhatsApp. Assistimos aos vídeos mais recentes do YouTube. Por fim, navegamos pelos títulos da Netflix e, se sobrar tempo, emendamos episódios de uma série.

Continue lendo
14 de março de 2020

0 Comentários

O processo V

Revisar, revisar, revisar

Todo escritor convive com um terror permanente: o do erro de revisão. O revisor é a pessoa mais importante na vida de quem escreve. Ele tem o poder de vida ou de morte profissional sobre o autor. A inclusão ou omissão de uma letra ou vírgula no que sai impresso pode decidir se o autor vai ser entendido ou não, admirado ou ridicularizado, consagrado ou processado (Veríssimo, 1995).

Como eu disse aqui antes, um texto literário parece nunca estar pronto. Mesmo quando julgamos terminada a produção do texto, podemos encontrar aspectos a serem melhorados.

Continue lendo

1 2 3 4 5
© 2021 Histórias em MimDesenvolvido com por