03 de novembro de 2021

0 Comentários

Peça da engrenagem

Tem dias que a gente acredita
numa vida mais bonita
fazer além
de acordar às seis
bater o ponto
repetir o mesmo gesto
manter a fila de produção
até perder o senso crítico
e supor que acaba ali
o nosso papel
esperar o primeiro dia útil
pagar as contas
os empréstimos
se sobrar dinheiro
dá pra pedir comida
pelo delivery
contar os dias para as férias
e fazer aquela viagem
comprada no cartão de crédito
em doze prestações 

Tem dias que a gente descobre
a vida não se esgota
nas oito horas diárias
nas quarenta semanais
a gente pode fazer mais
alguma coisa que encante
acenda uma luz pequenina
na mente
no coração de alguém distante
alguma coisa relevante
que nos faça ser lembrado
admirado
que ajude a mudar
o mundo
que nos faça gritar:
eu nasci pra isso
essa é a minha missão

Tem dias que a gente vai levando
a vida
ou a vida vai levando a gente
e a gente esquece
deixa até de ser gente
vai seguindo os passos programados
se encaixando nos modelos
quando vê as horas passaram
falta pouco pra recomeçar 
o mesmo roteiro
e a gente só quer um sossego
nada que exija do nosso corpo
ou da nossa cabeça
só adie o toque
do despertador

Tem dias que a gente recorda
e na hora quer apagar
da memória
quando a gente reflete
o monstro ganha forma
ganha vida própria
apropria-se da alma da gente
a gente começa a pensar
por ele
a falar por ele
a carregá-lo a tiracolo
a qualquer parte
e ele fica dizendo:
fique comigo
que eu jamais vou abandonar
você

Tem dias que a gente resolve
Ah, vá para o buraco
de onde saiu
quem manda aqui sou eu
não sou um peão
uma peça da engrenagem
não vim ao mundo
pra fazer girar a roda
criar é a razão do meu nascimento
construindo
obras pequenas ou grandes
assim quero levar meus dias
antes de me despedir
deste planeta

confira esses posts relacionados

Deixe seu comentário

© 2021 Histórias em MimDesenvolvido com por